Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Massa 7 dias por semana

Um blog sobre as peripécias de uma rapariguita que foi viver sozinha

Massa 7 dias por semana

Um blog sobre as peripécias de uma rapariguita que foi viver sozinha

15.06.20

Síndrome do Calor do Algarve

Valerie

Há alguém que eu adoro que inicia os seus story's com "olá meus anjinhos". Não acham fuleiro a dar com um pau? Eu acho. E não gosto nada da fulana. Tem algo que era meu e que eu quero outra vez. Kenga.

Enfim...

Fui aos Algarves, num é... Já fui, já vim... E parece que nem dei por nada.

Apenas uma coisa: a quantidade de pessoas.

Ya. Para terem uma pequena noção, ontem saí de casa às 17h, apanhei a A2 e cheguei a Lisboa às 21h45m. Giro, né? Só parei para colocar gásoleo durante 10 min.

Tudo o resto foi trânsito.

 

Confesso que já não sentia o calcanhar do pé do acelerador, nem as costas... Tinha uma dor da cabeça horrorosa e não via a hora de chegar a casa.

Mas isto para chegar a uma simples e humilde conclusão...

Quando parei na estação de serviço de alcácer, aproveitei e saí do carro 10 min e bebi uns goles de água para ajudar à mijaneira que já trazia comigo desde paderne (sim, pq ir ao wc tá quieto, e parar na A2 para verter águas no mato também não dá com nada).

Durante os breve minutos que ali estive parada apreciei a crise portuguesa. Bmw's, Audi's, Jaguares, Mercedes, e companhias limitada... Claro está, o meu humilde carrito era um plebeu no meio daqueles burgueses...

E isso levou-me a pensar em duas coisas: das duas uma, ou o pessoal queixa-se de barriga cheia porque tem um audi mas queria ter um porsche, portanto a vida está má, ou então eu e todos vocês temos umas peças em cada um daqueles carros (isto porque devem pertencer à CGD).

E outra, há 2 meses tivemos todos em isolamento, confinamento quase que absoluto... As empresas fecharam, outras mandaram os trabalhadores para o teletrabalho, mas na globalidade, perderam-se milhares de euros como consequência do coronavírus. E tudo por uma boa causa: tentar travar o vírus.

E agora, que o calor começa a apertar, e juntam-se 2 feriados a meio da semana, rumam ao algarve MILHARES, sim MILHARES de pessoas, que conseguem entupir a A2 ao longo de dezenas de quilómetros... Pergunto: mas o pessoal já se esqueceu? Ou isto é tudo uma cambada de ignorantes?

Eu sei, eu também fui para o Algarve, é verdade. Mas eu não fui para restaurantes, não fui para os centros comerciais (porque em lisboa estavam fechados e a malta tinha mesmo de comprar roupa no algarve), nem tão pouco fui à praia. Aliás, fui, mas cedo o suficiente para não ter lá mais que 6 cães e um casal de estrangeiros.

Preocupa-me seriamente... e só quem andou na estrada ontem percebeu bem o que se passou.

 

E daqui por uns dias, disparam os infetados no algarve... e voltamos à cepa torta... e com pouco estamos em estado de emergência novamente em agosto...

Ya, eu percebo que a malta precisa de férias, estava fartos de estar fechados,  e não sei o quê e não sei que mais... Mas milhares de pessoas também tinham bilhetes comprados para o Rock in Rio 2020, fizeram planos para ir, e tudo mais, e no entanto não vai acontecer... Porquê? Porque existem bens superiores a proteger, nomeadamente a saúde.

E imunidade de grupo? Ya, claro. Acredito que sim. Mas pelo caminho perdem-se demasiadas vidas. Valiosas. Todas elas.

 

Well, este post ficou uma treta, mas apeteceu-me desabafar as minhas angústias com vocês. Porque sim.

 

Ps: o algarve estava ótimo, bom tempo, algum ventinho, mas nada de mais. Água do mar fria que nem cornos.

 

Pss: o alentejo estava muito melhor! 

1 comentário

Comentar post